Dia Internacional do Museu - Louvre

17 de Maio, 2020

No Dia Internacional do Museu, que tal um passeio virtual?

Os museus são espaços fundamentais para a preservação da memória, difusão cultural, reflexão sobre a realidade que nos cerca e estímulo ao pensamento consciente em um futuro sustentável.

No Dia Internacional do Museu (18 de maio), quem gosta de conhecer essas instituições tão importantes sente saudades das visitas, pois o momento exige que todos se preservem e tentem ficar em casa.

A boa notícia é que, antes mesmo da pandemia do novo coronavírus, os tours virtuais já eram uma tendência nos museus, que agora está sendo ainda mais difundida. Se conhecer ao vivo o acervo de um museu é uma experiência insubstituível, pelo menos podemos recordar visitas ou reforçar os planos para futuros passeios.

Alguns dos mais populares museus do mundo – instituições centenárias como o Louvre (França), Metropolitan (Estados Unidos) e British Museum (Inglaterra) – disponibilizam ferramentas que possibilitam descobrir detalhes de seus acervos, direto na tela de um computador ou celular, no conforto do lar. A história do mundo e relíquias egípcias, gregas e romanas estão a apenas poucos cliques de nós.

Preciosidades da humanidade também estão espalhadas pelo Hermitage (Rússia), Uffizi (Itália), Prado (Espanha), Acrópole (Grécia) e Ohara (Japão), entre outras localidades, com direito a caprichados passeios online. 

Uma novidade surgida durante a atual quarentena foi a disponibilização do acervo do Museu Frida Kahlo, da Cidade do México, para visita online, com vasto material sobre a artista plástica.

Dia Internacional do Museu - Google Arts & Culture
Plataforma do Google, que permite tours virtuais em museus do mundo inteiro

Quer explorar ainda mais o mundo das artes? A plataforma Google Arts & Culture concentra uma série de tours online de museus de todo o planeta, além de outras manifestações culturais, como música, cinema e artes plásticas, utilizando o recurso de visualização 360º.

Pelo Brasil

Por aqui, os museus também são cada vez mais interativos, e muitos deles já aderiram às visitas virtuais. Os paulistanos Pinacoteca (com obras de artistas como Cândido Portinari, Anita Malfatti e Di Cavalcanti), Masp (que além dos três icônicos brasileiros citados também tem em seu acervo trabalhos de Van Gogh, Renoir, Monet e Picasso) e Museu do Futebol (que faz um passeio pela história do mais popular esporte do país, por meio de vídeos, narrações de rádio e milhares de objetos, como uniformes utilizados por craques como Pelé e Garrincha) são alguns exemplos.

Dia Internacional do Museu - Masp
O Masp, em São Paulo, tem obras de Van Gogh, Renoir, Monet e Picasso, entre outros

O Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, disponibiliza um passeio virtual pela exposição “Pra todo mundo – Comida para 10 bilhões”, que foi visitada por mais de 250 mil pessoas no ano passado e ganhou o prêmio internacional Grands Prix de bronze. 

A mostra destaca o desafio de como alimentar 10 bilhões de pessoas até a década de 2050, com diversidade na produção, respeito ao meio ambiente e qualidade nutricional, além de refletir sobre temas como mudanças climáticas, a redução da biodiversidade, fome e obesidade.

Outro passeio virtual imperdível é o pelo Museu Nacional (RJ), que mostra 171 peças do acervo antes do incêndio ocorrido em 2018, com nove mostras, entre elas “Por Dentro do Museu Nacional”, “Brasil Indígena” e “Kumbukumbu: Cultura Africana”.

Para descobrir as muitas atrações espalhadas pelo país, uma boa opção é a plataforma Era Virtual, que reúne links para 37 tours virtuais por instituições como o Museu da Inconfidência (Ouro Preto), Museu Imperial (Petrópolis), Casa Guimarães Rosa (Cordisburgo) e Casa Cora Coralina (Cidade de Goiás), além da Igreja de São Francisco de Assis, na Pampulha (Belo Horizonte), e do Santuário de Bom Jesus (Congonhas). 

Dia Internacional do Museu no Vale do Paraíba

O MAV (Museu de Antropologia do Vale do Paraíba), de Jacareí, disponibiliza online seu catálogo oficial, no qual tesouros regionais, como as paulistinhas (imagens religiosas feitas com argila), ganham destaque, entre as quase mil peças do acervo. O livro está dividido nos temas Arqueologia, Arte Popular, Arte Sacra, Etnografia, Mobiliário e Pinacoteca. 

Já o Museu do Folclore, de São José dos Campos – que reúne um rico material sobre a cultura popular, entre ele as delicadas peças em barro das figureiras da região –, separou um conteúdo especial para ser acessado durante o isolamento social, com vídeos, fotos e áudios. É possível inclusive passear pela exposição principal, “Patrimônio Imaterial: Folclore e Identidade Regional”, com explicações do próprio curador, o museólogo Raul Lody.

Dia Internacional do Museu - Museu do Folclore
O Museu do Folclore de São José dos Campos, com peças em barro das figureiras da região

E que tal conferir o belo acervo da Casa da Xilogravura, de Campos do Jordão, um dos poucos museus dedicados ao estilo no mundo? O passeio virtual mostra todas as salas, nas quais estão expostas obras que fazem parte de um acervo que conta com trabalhos de mais de mil artistas.

Outro passeio interessante pode ser feito no site do Museu da Mantiqueira, que segue o conceito de “museu virtual” e retrata o povo da Serra da Mantiqueira e seu patrimônio cultural. Os visitantes podem ouvir o áudio guia “Caminhos da Memória – São Bento do Sapucaí” e conferir a videoteca do projeto.

Confira algumas opções de tour virtual e acesso online ao acervo de museus de todo o mundo: 

Vale do Paraíba

Brasil

Mundo